O mar é o brilho do céu

29
Dez 08

Andava de volta do pc a vasculhar e encontrei um pequeno texto que escrevi na aula de inglês o ano passado..E como um dos meus maiores desejos se realizou não posso estar desanimada de todo. A minha avó venceu aquela luta complicada...a leucemia..

 

Aqui vai:

 

"The passage of a year, it is usually preceded by a moment of reflection on the year that ends and the new year that begins. It is a time when most people took their balance personal, professional and social and it is a retrospective of the live that has had.

People promise be different on my situations of theirs live and they want a different way of life, or a better quality of life.

I think that isn´t the best form of begin the year, because people should reflect about their life everyday and change what is wrong always. However, I wish happiness, peace, love and health for my family and friends and I wish have good grades in school, because I need good grades to go the university which is now my main goal. This year, particular, I wish that my grandmother could cure of leukemia, because I love her.

In my opinion this is a form of people try believe that a new year will be really good and they will can do theirs objectives. I think that everybody do it. I know that I could wish many things, but the most of them are dependent of me."

 

publicado por marebrilho às 18:46
sinto-me: cansada, sonolenta..
música: no other way-jack johnson

28
Dez 08

 

 

Aprender a ser Feliz!

 


17
Nov 08

 

Tentei estar normalmente como nada fosse, tentei expulsar este ar deprimido que me consome e sorrir para todos. Apenas desejava o meu lar, o meu refúgio. Mas, sabia que ainda tinha um dia inteiro pela frente. Anima-te, pensava eu.

Olhava para o lado e lá estavas tu um pouco em baixo e eu sem forças para dizer algo ou apenas tocar-te. Passou-se a manhã, almoçamos. Mais uma vez não estivemos sós. Aguenta-te! Veio a conversa do aniversário de namoro, enfim, uma desilução pegada.

Hoje mais um dia para o médico. E  resultado: Aguenta-te! Uma crise de asma permanente e não posso fazer nada até Dezembro. Chego a casa recebo uma notícia, não sei bem como estou...

 

Mas agora o que falta mais? O que vem a seguir?

 

(desabafo)

 

 

 

 


16
Nov 08

 

 

 

 

Apenas o que precisava de ouvir..

E de sentir..


 

 

Mais uma semana..

De volta a escola..

De volta a dor silenciosa no peito..

De volta a angústia..

De volta a solidão..

De volta os sonhos impossíveis

De volta os pesadelos do presente, passado e futuro..

Tudo de volta menos o sorriso..

Vou deixar-me de lamentações..

Habitua-te!

Aguenta-te!

 


06
Nov 08

 

Matematicamente falando..

Matematicamente dormindo..

Matematicamente comendo..

Matematicamente pensando..

Matematicamente estudando..

Matematicamente FARTA!

 

 

 

 

 

publicado por marebrilho às 18:02
sinto-me: Farta, cansada, deprimida

03
Nov 08

 

 

O quanto ficam simples e belas as árvores de Outono

O quanto admiro o facto de poderem ficarem nuas durante uns meses

Mostram o seu mais intimo

Mostram o seu mais belo

Mostram a todos o que elas são

Deixam cair a sua ramagem para finalmente serem elas

Não precisam enconderem-se mais

Não precisam mostrar a sua ramagem verde logo de manhã

Não precisam de mostrar a sua felicidade

Podem ser como querem

Nenhuma é mais bela que a outra, pois cada uma está a ser ela mesma

Quem me dera ser nesta altura uma árvore de outono

Deixar cair a minha ramagem

Ser eu

Não sorrir para agradar aos outros

Não acordar com a ramagem verde e forte, e ser fraca e nostálgica

Não ser agradável com todos

Ser fiel aos meus principios

Deixar de florir e apenas fazer sexo

Deixar de dar justicações porque estou assim ou não

Ser eu, ser uma árvore só e despida em pleno Outono

 

 

publicado por marebrilho às 19:30
música: apocalyptica-Rock in Rio 2008
sinto-me:

11
Jul 08

 

 

 

  
Acordou, tomou um banho, abriu a única janela que iluminava o seu quarto. Bebeu um copo de leite, vestiu qualquer coisa que por lá se encontrava no seu vasto roupeiro. Um dia melancólico, um dia nostálgico como qualquer outro começou. Saiu de casa, com os seus óculos de sol (mas nem sol estava) e pouco mais disse do que olá ao seu amigo que nesse dia por azar encontrou. O que menos queria era poder encontrar alguém conhecido, ter que esboçar um leve sorriso para não ser exposta a perguntas, para as quais não tinha resposta alguma. Durante a sua saída de casa, ia ouvindo as conversas transversais, ouviu tudo o que não queria ouvir, tudo o que a deixava ficar mais em baixo e até chegou a sentir inveja de algumas pessoas, mas que sentimento tão horroroso. Parou e pensou para si própria que ia esquecer o que tinha ouvido, pois não podia comparar-se a certas situações.
O seu passo acelerado pela rua fez com que fosse contra o seu próprio namorado. Era o que menos desejava naquele momento, sabia que com ele não conseguia esboçar o falso sorriso, sabia que com ele não seria tão agradável, sabia que era a pessoa que teria que suportar o seu dia melancólico. Não resistiu e a primeira coisa que fez foi contar-lhe a inveja que ela estava a sentir, e que sentia-se mal por ter esse sentimento com ela. Ele tentou acalma-la, acariciou-a e convidou-a a ir ao cinema. Foram ver uma comédia, para que toda aquela melancolia desaparecesse, ela estava-se a sentir bem melhor com ele, é verdade. Aquela comédia estava a diverti-la, mas tocava num ponto fraco. Andava sensível e aquele ponto fraco vinha sempre todos os dias á sua cabeça era o pior que podia ter acontecido.
Assim que acabou o cinema, ela pediu para deixa-la em casa. Iam subindo as escadas do seu prédio, quando ela o beijou loucamente, quando todos os pontos fracos queriam ser superados ali sem que nada os pudesse impedir, quando a melancolia estava prestes a sair, uma porta abriu-se, tiveram que parar ali. Ele foi deixa-la em casa com longo beijo de despedida, pois seus pais estavam em casa. Ela foi logo para o seu quarto, fechou a janela e deitou-se mesmo vestida. Todo o seu dia caiu nela, tudo o que fez, tudo o que disse e sentiu-se mal consigo mesma. Ligou ao seu namorado e pediu desculpa. Despediram-se com todo o carinho e foram dormir. Um dia melancólico, um dia nostálgico como qualquer outro tinha acabado.
 

 

publicado por marebrilho às 13:40
sinto-me: melancólica
música: Let me take you there

Janeiro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30
31


mais sobre mim

ver perfil

seguir perfil

7 seguidores

pesquisar neste blog
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

blogs SAPO