O mar é o brilho do céu

06
Nov 08
 
 
Não consegui ficar indiferente a esta notícia:
 
 
 
"Morreu Rute Cruz 
A jornalista de TVI faleceu hoje vítima de doença prolongada 

Rute Cruz, que durante largos meses fez dupla no Diário da Manhã com José Carlos Araújo, morreu hoje, vítima de doença prolongada. Já no início deste ano, a jornalista, de 27 anos, tinha enfrentado uma paralisia facial, o que a obrigou a ficar afastada do pequeno ecrã durante algum tempo. “A recuperação está a correr bem e devo regressar já em Fevereiro”, declarava Rute na altura.
Formou-se em Português e, depois de ter frequentado um curso no Cenjor, começou por apresentar um programa sobre a Igreja Evangélica, na RTP2. Mais tarde foi convidada para trabalhar na estação de Queluz, no Diário da Manhã, onde permaneceu apenas um mês. Seguiu-se a experiência de repórter no Deluxe, onde esteve durante um ano, e, em 2006, voltou a apresentar o programa informativo das manhãs da TVI.
Detentora de uma personalidade forte e muito optimista, Rute Cruz revelava, numa entrevista ao site Rosa 10, datada de Julho de 2007, que tinha uma visão muito positiva do futuro. “Hoje em dia vivo um dia de cada vez, mas eu prevejo o meu futuro brilhante, fantástico”, afirmava.
O corpo da jovem jornalista estará em câmara ardente na Basílica da Estrela. O funeral realizar-se-á em Santarém."

 

 

 

 

Até sempre Rute Cruz..

 

 

 

 

 

 

Vida injusta....

 

publicado por marebrilho às 21:06
sinto-me:

3 comentários:
Realmente a vida é injusta.
Estes casos só nos vêm alertar que temos de viver os nossos dias como se não houvesse amanha.

Beijinho *
Anne Vanilla a 7 de Novembro de 2008 às 10:35

Olá,

passei aqui no teu doce cantinho, para te desejar um bom fim de semana.

Uma vida sem amigos é como viver numa ilha deserta, sem água, sem alimentos, sem luz.

Bjs.
Nando
palavrasimples a 7 de Novembro de 2008 às 10:35

As minhas sentidas condolências, ao seu marido, pais e restante familia, amigos e colegas de profissão, que Deus vos dê muita força, neste momento dão frágil de profunda tristeza. Ela era um "raio de sol" que nos entrava todos nas nossas casas , logo pela manhã, trazendo-nos o dia à dia da vida no mundo. Que descanse em paz.
Marisa Pestana a 7 de Novembro de 2008 às 12:26

Novembro 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
14

18
19
20
21

23
24
25
27
28
29

30


mais sobre mim

ver perfil

seguir perfil

7 seguidores

pesquisar neste blog
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

blogs SAPO